Celpe esclarece mudança nas contas de luz

Clientes que tiveram consumos iguais poderão pagar faturas diferentes.

    Cliente deve prestar atenção ao período em que técnicos fizeram a medição no relógio medidor de consumo (Foto: Reprodução/TV Globo)

A alteração na forma de cálculo da conta de luz, autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Annel),  pode gerar dúvidas com relação aos valores cobrados este mês. Dependendo da data da leitura dos medidores, clientes que tiveram consumos iguais poderão receber faturas diferentes.

A Celpe esclarece que em abril passou a vigorar a bandeira verde. Assim, não haverá acréscimos, como ocorreu no início de 2016, quando era aplicada a bandeira vermelha, que é mais cara. Mas a Companhia explica que, em função dos ciclos de leitura e faturamento, no consumo de energia entre março e abril, haverá proporcionalidade de cobrança entre as bandeiras verde e amarela (vigente em março).
Os consumidores com ciclo de leitura iniciado a partir desta sexta-feira (1º), ou seja, todo o período de consumo no mês de abril, vão ter a aplicação da bandeira verde integral, sem cobrança adicional.

Para acompanhar o período de leitura, os consumidores devem olhar, na conta de energia,  o campo  “Demonstrativo desta nota fiscal”, disponível na conta logo abaixo da “Descrição da Nota Fiscal.”

Lá, é possível acompanhar a data da leitura anterior e a data de leitura atual. O período de leitura é, justamente, o intervalo compreendido entre essas datas.
Os clientes com dúvidas sobre o assunto podem procurar a empresa por meio dos diversos  dos canais de relacionamento da empresa.

Exemplo Prático
O cliente que consumiu energia e teve um período de leitura de 32 dias deve prestar a atenção.
Caso 1 - Data da averiguação anterior: 10 de março. Data da atual: 11 de abril. Para o período entre 10 de março e 31 de março, será feita a cobrança da bandeira amarela, vigente naquele mês. Ela é mais cara.
Caso 2 - Período entre 1º de abril e 11 de abril:  valerá a bandeira verde. Ou seja, sem acréscimos.

 Bandeiras Tarifárias
O sistema de bandeiras tarifárias está em vigor em todo o Brasil desde 1º de janeiro de 2015 e considera, mensalmente, na conta de luz o preço da geração de energia no mercado. A ideia é adaptar, de maneira dinâmica, custos extras de curto prazo na geração de energia às tarifas dos consumidores.

A medida tem a finalidade de sensibilizar a sociedade e os consumidores sobre sua responsabilidade no uso racional de recursos naturais limitados e nos impactos ambientais e econômicos do uso não eficiente da energia.

COMPARTILHE NO GOOGLE+

About Barreiros Esta é a Cidade

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário