Sport encara a Chapecoense com a missão de sair da Z-4

Duelo está marcado para começar às 18h30, na Ilha do Retiro



Para terminar de festejar o São João de forma perfeita, o Sport entra em campo hoje, contra a Chapecoense, com a missão de emendar três jogos sem perder e assim sair da zona de rebaixamento. O duelo está marcado para começar às 18h30, na Ilha do Retiro. Vindo de uma vitória diante do Fluminense e um empate contra o São Paulo, na última quinta-feira, no Morumbi, o Leão precisa vencer para deixar a área de degola e torcer contra os concorrentes diretos, como Vitória, Santa Cruz, Coritiba e Cruzeiro. Atuando em casa, o Leão perdeu apenas um jogo neste Brasileirão, diante do Corinthians. Nos demais duelos, empatou com Botafogo e Atlético/MG, além de bater o Tricolor das Laranjeiras. É acreditando neste fator Ilha do Retiro que o treinador Oswaldo de Oliveira acredita nessa sequência inédita de invencibilidade na disputa.
E para este confronto, o comandante leonino já confirmou que o atacante Rogério irá fazer a sua estreia. Regularizado na última quinta-feira, o atleta vem agradando bastante nos treinamentos, destacando-se e gerando grande expectativa por parte do treinador. “Rogério vai para o jogo com certeza. É um atleta que dispensa comentários e que eu não tenho dúvida de que vai conseguir render muito bem no nosso esquema”, afirmou Oswaldo, sem adiantar se o atleta vai entrar como titular ou apenas no decorrer do jogo.
Quem também pode fazer o seu primeiro jogo com a camisa leonina é o zagueiro Ronaldo Alves, que ficou no banco de reservas no empate contra o São Paulo. Com a boa atuação de Matheus Ferraz diante do Tricolor Paulista, surgiu a dúvida se Ronaldo ganhará logo a oportunidade como titular contra a Chapecoense. Outro “reforço” que o Sport ganha é o lateral-esquerdo Renê, que cumpriu suspensão diante do São Paulo e deve retornar no lugar do improvisado Rodney Wallace.
E quem tem presença confirmada é o meia Diego Souza. Autor de cinco gols nesta Série A, metade do total anotado pelo Sport. Além dos tentos marcados, ele participou dos outros cinco, sendo peça fundamental para o desempenho leonino até agora na elite nacional. Mais maduro e ciente da sua importância no elenco, Diego prefere levantar a bola dos seus companheiros. “Não sou só eu no time. São 11 jogadores, além do banco, e todos têm a sua importância. Vejo uma evolução geral na nossa equipe e vamos usar a força da Ilha para vencermos e sairmos da zona de rebaixamento”, finalizou o meia.
COMPARTILHE NO GOOGLE+

About Barreiros Esta é a Cidade

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário