Contra Estatuto da Família, Jean Wyllys diz que nem a Sagrada Família era tradicional


Contra o Estatuto da Família, projeto de lei do pernambucano Anderson Ferreira (PR), o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) defendeu que a proposta foi apresentada apenas se baseando em um dogma e que não reflete a realidade. “Na vida real os arranjos familiares são muito maiores”, afirmou. Nem mesmo a Sagrada Família era uma família tradicional.” O parlamentar esteve no Recife nesta quinta-feira (28) para um debate sobre gênero e diversidade promovido pelo deputado estadual Edilson Silva (PSOL), pré-candidato a prefeito da capital pernambucana. “Pelo que consta nas narrativas bíblicas, Maria concebeu do Espírito Santo. Jesus não é filho de José. Então já começa aí uma família não tradicional formada por uma mulher que engravidou do Espírito Santo e o filho foi criado por um homem que não era necessariamente pai dele. Então mesmo na narrativa bíblica esse projeto não encontra amparo. A diversidade de arranjos familiares já estava presente ali”, argumentou.
O parlamentar afirmou que, com o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Câmara, projetos como o Estatuto da Família tinham mais espaço na Casa. “Contavam com a audácia de Eduardo Cunha”, afirmou, acrescentando que o peemedebista fazia interpretações próprias do regimento interno. “Se o projeto não foi aprovado na gestão de Eduardo Cunha, agora ele tem menos chance”, opinou. Jean Wyllys avalia, porém, que a bancada conhecida como BBB – da Bala, da Bíblia e do Boi – não é enfraquecida com a renúncia de Cunha à presidência da Câmara. Segundo o deputado do PSOL, a direita tradicional, citada por ele nos partidos PPS, PSDB e DEM, tem ampla maioria na Casa e, assim, poder nas votações.

Blog de Jamildo. 
COMPARTILHE NO GOOGLE+

About Barreiros Esta é a Cidade

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário