Delegados: 98 cidades ficaram sem plantões

Apenas quatro tiveram esquemas no fim de semana. SDS diz que novos concursados assumirão em 2017


    Francisco Rodrigues: “O Governo não nos procurou”

Apenas quatro cidades com plantões mantidos, outras dez em regime improvisado e 98 desamparadas. Esse foi o balanço do primeiro fim de semana após 217 delegados deixarem o Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES). A evasão, segundo a categoria, é um ato de repúdio à falta de valorização profissional e de condições de trabalho.
Segundo a Associação de Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe), com a paralisação, apenas nos municípios de Recife, na RMR, Petrolina e Floresta, no Sertão do Estado, e Caruaru, no Agreste, os plantões funcionaram em regime integral. Os três primeiros, respectiva­­­mente, têm as jornadas fixas determinadas em lei. Em Floresta, os três delegados resol­­­veram aderir ao PJES.

No entanto, de acordo com a Adeppe, as delegacias de outras dez cidades (Ouricuri, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira, Arcoverde, Garanhuns, Palmares, Goiana, Santa Cruz do Capibaribe, Belo Jardim e Vitória de Santo Antão) foram cobertas por um regime de remanejamen­­­to de delegados de cidades ad­­jacentes. Os servidores que trabalharam folgarão três dias seguidos após o plantão do fim de semana.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) divulgou que um plano de contingência com medidas para minimizar os prejuízos já foi colocado em prática. Sem detalhar as ações, a assessoria de Imprensa da pasta limitou-se a confirmar que houve o remanejamento de delegados e que quem trabalhou no fim de semana não aderiu ao movimento ou já estava escalado. Além disso, a SDS admitiu que a solução definitiva para a questão será a chegada de novos delegados com o término de concurso público, com previsão para o início do ano que vem.

No último sábado, foi publicado no Diário Oficial do Estado que entre os próximos dias 16 e 23 haverá a convocação para o teste físico dos 647 participantes do certame. "O movimento foi massivo. Muitas cidades, principalmente do Interior, ficaram sem os plantões. Para piorar, o Governo ainda não nos procurou para negociar", comentou o presidente da Adeppe, Francisco Rodrigues. A associação publicou nota criticando a publicidade em rede de televisão feita pelo Governo do Estado em relação aos bons resultados na área de Segurança Pública.
A categoria relembra problemas como  delegacias sucateadas, coletes balísticos vencidos e longas jornadas de trabalho. Na última segunda-feira (5), a delegacia de Carpina, na Mata Norte do Estado, foi arrombada pela terceira vez neste ano. O prédio, que está em reforma, foi invadido por criminosos e objetos que ainda estão sen­­do identificados foram subtraídos da sala do gabinete do titular. As pessoas estão sendo atendidas em um trailer em frente ao endereço.
Fonte: FolhaPE
COMPARTILHE NO GOOGLE+

About Barreiros Esta é a Cidade

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário