Jean Wyllys volta a defender legalização das drogas


O deputado falou que a leis que regulamentam o comércio de drogas em alguns países diminuíram a criminalidade e resultou em uma “melhora sensível” na saúde dos usuários





Ao rebater uma declaração do novo ministro extraordinário de Segurança Pública, Raul Jungmann, que afirmou na cerimônia de posse, que o problema da violência no Rio seria que "durante o dia os fluminenses clamam por segurança, contra o crime; e à noite financiam esse crime pelo consumo de drogas”, o deputado federal Jean Wyllys (PSOL) voltou a defender a legalização das drogas.


“Isso é pura demagogia barata. As populações usam drogas em todos os países do mundo, adotem eles políticas irracionais de combate ao tráfico como é o caso da legislação brasileira, que o define como crime hediondo e passível de até 27 anos de cadeia, ou não”, ressaltou em publicação no seu Facebook.


De acordo com Wyllys, em diversos países como Uruguai, Portugal e mais de vinte estados dos EUA estão em vigor leis que regulamentam o comércio de drogas. “E os resultados são inquestionáveis quedas nos índices de criminalidade e uma melhora sensível na saúde de usuários e dependentes. Há uma matemática que Jungmann não pode transformar com bravatas”.


O deputado também falou que nos países onde existe a legalização, há menos mortes. “A verdade é que há atualmente menos crimes e mortes nos locais onde a legalização foi testada do que havia antes. A imensa maioria dos estudos sobre segurança levam a crer que a proibição gera mais violência que o próprio tráfico”.


O psolista ressaltou que não consta no Rio um “surto especial” de consumo de drogas que justifique a crise instalada. “Ao ignorar causas reais para criminalidade como o colapso nas contas públicas na gestão do PMDB, o caos instalado pela paralisia de serviços públicos essenciais e o desemprego elevadíssimo, e culpar o consumo de drogas, Jungmann tenta colorir o cenário de bandalheira que Sérgio Cabral, Eduardo Paes, Picciani & Cia deixaram para população pagar”.


Ainda disse que a posse de Jungmann é mais uma “jogada” do presidente Michel Temer (PMDB) na tentativa de desviar o foco da impopularidade do seu governo e do inquérito que o investiga por corrupção.


Fonte: LeiaJaOnline

COMPARTILHE NO GOOGLE+

About Barreiros Esta é a Cidade

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário